A Música e a Arte do Antenzine-se

Por Michelle Ramos.

 

Como divulgado aqui, nos dias 13 e 14 deste mês foi realizado o Evento Antenzine-se no Underground, evento coordenado pelo Tony Blaster [de preto], editor do Fanzine Antenzine-se, publicação independente de Recife/PE, dedicada a divulgação de manifestações artísticas, local e nacional, como música e arte, nas suas mais diversas manifestações, o zine, que também tem um blog, esta atualmente na terceira edição; os colaboradores fixos do fanzine como Fernanda Ferreira e Ruy, que trabalha com Rádio Comunitária também estavam presentes [foto acima].

 

Tive o prazer de ser convidada para prestigiar o evento, porém infelizmente só pude ir ao primeiro dia, onde aconteceria um debate sobre a cena independente no Estado de Pernambuco.

 

O evento foi realizado na Budega do Matuto, no Recife Antigo; contou com a presença de amigos e artistas da cena underground de Recife; também esteve presente a Flávia Calinca, estudante de jornalismo, cobrindo o evento. Mas, a grande maioria era integrante de bandas independentes; o assunto mais discutido na oportunidade foi à criação de uma associação de artistas, que ficaria responsável pelos shows; divulgação e criações de fanzines e selos visando a divulgação, além de outras possíveis manifestações artísticas.

 

Apesar das varias opiniões apresentadas, a proposta, criada pelo Tony, ainda esta em discussão, e uma nova reunião está marcada para o dia 27 de Novembro, visando dessa forma, apresentar e coletar novas idéias com relação ao surgimento dessa possível associação.

 

Com certeza iniciativas como o do Tony deve e merece ser prestigiadas, infelizmente poucos artistas independentes no Estado e fora dele percebem a importância do cooperativismo na hora de criar e apresentar seus trabalhos; o que causa sempre um atraso em bons projetos.

 

De modo geral o debate foi muito bom, é apenas necessário criar mais espaço para a manifestação dos trabalhos dos artistas envolvidos na área; espaço para apresentação dos demais presentes e um relato de suas reais necessidades, talvez daí se descubra o que realmente cada artista underground busca encontrar em uma associação.

 

Ainda no dia 14 houve apresentação de bandas como a Hanagorik, Project 666, Insurrection Down, Unscarred, Plugins e Mennarca, mas como eu não estive presente divulgo o site Pernambuco Beat, de Andros Sanches e Ni Lins onde a Flavia Calinca escreveu uma matéria sobre o evento, visitem e confiram fotos das bandas; também no Orkut do Antenzine-se é possível conferir diversas fotos.