Tulípio completa dois anos em edição comemorativa!

Por Michelle Ramos sobre release

O personagem botequeiro e quarentão Tulípio, figura popular das noites boêmias de São Paulo, acabam de completar dois anos de existência. O personagem de Eduardo Rodrigues e Paulo Stocker (que até pouco tempo lançou a série Cidade em Tiras como divulgado aqui), estrela da publicação bimestral homônima, faz análises acuradas do rico ambiente boêmio em cartuns que refletem situações quase sempre embaraçosas da vida noturna. Para 2009, a previsão dos criadores é de expansão e crescimento nacional. “Devido ao grande número de pedidos de todas as parte do Brasil, pretendemos expandir a distribuição para Belo Horizonte,  Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro e interior de São Paulo e para isso estamos em busca de novos parceiros e patrocínio. Na edição de aniversário temos quatro inserções publicitárias de peso, mas pretendemos aumentar o espaço”, afirma Eduardo Rodrigues, criador das histórias de Tulípio e diretor de criação da e|ou, uma das principais agências de marketing direto e relacionamento da América Latina.

Distribuída gratuitamente nos mais famosos bares e botecos da capital paulista, a revista Tulípio teve início com Rodrigues que ao freqüentar bares e botecos rabiscava em guardanapos frases relacionadas às situações pitorescas desses ambientes. A produção acumulada em um ano e meio levou à idéia de uma revista e uma cara para a personagem das histórias. Após um encontro casual entre Rodrigues e Stocker, a publicação começou a ser produzida. “A inspiração para a personagem veio de um ogro que havia criado para outra história. Misturei um pouco das minhas características e do Eduardo, adicionei um cavanhaque e assim nasceu Tulípio, o herói dos botecos”, explica Stocker. Em cada edição, a revista recebe a saudação de um cartunista e escritor homenageado. Para a edição comemorativa de dois anos que começa a ser distribuída no final de semana, os criadores convidaram o comentarista esportivo Sócrates, o cartunista Nani e o escritor e compositor Aldir Blanc. Já apareceram nas páginas da publicação os traços de Ziraldo, Glauco (Geraldão), Jaguar, Fernando Gonsales (Níquel Náusea), Paulo Caruso, Geep e Maia, Zélio, e crônicas de Ignácio de Loyola Brandão, Mario Prata, Fausto Wolff, Xico , Ney Lopes e Luis Fernando Verissimo.

Além da versão impressa, Tulípio está presente nos bares também sob forma de animações veiculadas no Cineboteco, canal de TV destinado aos freqüentadores de bares e afins, presente em mais de 100 estabelecimentos. Atualmente, mais de 120 animações de Tulípio compõem parte  do conteúdo deste canal.

Para conhecer mais sobre Tulípio, acesse o site que faz parte do conteúdo do canal de humor do Uol: www.tulipio.com.br e http://tulipio.nafoto.net

Sobre Tulípio

Melhor amigo do botequeiro depois da “loira”, Tulipio é uma publicação de cartuns bimestral que apresenta os resultados da análise perspicaz que o personagem quarentão de mesmo nome retira do rico ambiente boêmio. Com 24 páginas, em formato de bolso, Tulípio, Revista de Boteco, tem uma tiragem de 20.000 exemplares distribuídos gratuitamente em bares de São Paulo.

Personagem de Eduardo Rodrigues (textos) e Paulo Stocker (traços), Tulípio é um intelectual quarentão que vive nos botecos observando o comportamento humano neste tipo de ambiente e destilando sua filosofia a mulheres, ex-mulheres, amigos, desconhecidos, garçons, garçonetes e, muitas vezes, para ele mesmo.

Sobre os criadores

Eduardo Rodrigues, 42 anos, paulistano do Brás, é redator publicitário há mais de 15 anos. Cursou odontologia e filosofia na Universidade de São Paulo. Após abandonar ambos os cursos, graduou-se em musicoterapia. Em seguida, passou dois anos como estagiário/pesquisador no Departamento de Psicobiologia da UNIFESP. É autor do livro de contos de humor “Eu, Estudante, Minha Vida no Estágio” e de poemas animados veiculados na TV Cultura e TV Rá Tim Bum. “30 poemas para Ler, 20 para Escrever” é sua publicação infanto-juvenil lançada na 19ª. Bienal do livro de São Paulo pela Editora Alaúde. Participou da coletânea Brother cactus – Contistas da Roosevelt.

Paulo Stocker, 43 anos, cartunista catarinense, começou sua carreira fazendo textos e cartuns para os pequenos jornais semanais de Brusque-SC. Trabalhou no Jornal de Santa Catarina e foi um dos criadores do Festival Universitário de Teatro de Blumenau. Morando há dez anos em São Paulo, colaborou com diversas publicações: Showbizz, Almanaque Abril 1996, Caros Amigos, Revista Imprensa, Pasquim 21, Ocas, Folha de S. Paulo, Horizonte geográfico, entre outras. Lançou em 2006 o livro de cartuns eróticos Stockadas, indicado para o Troféu HQMix 2007 na categoria Publicação de Cartuns. Recentemente foi convidado para publicar a tira “Concreto Armado” em guia sobre a cidade de São Paulo editado e distribuído em Nova Iorque.