Personagens e Herois: PUNHAL 777

Por Michelle Ramos.


Punhal 777 é criação do Danilo Moreira. O personagem foi criado ainda na infância e registrado após a maturidade; a ilustração acima é do Davi Sales, desenhista e amigo do Danilo, que esta colocando em seu fotolog várias ilustrações dos artistas nacionais que já fizeram um fanarte de seu personagem, clique aqui para conhecer o fotolog do artista e confira abaixo a ficha do Punhal 777.

 

Miguel era um policial muito violento que sempre fazia justiça, mesmo quando a justiça parecia não estar disposta a punir os criminosos. Sua reputação de justiceiro fazia dele uma lenda entre os policiais, mas estava ameaçando encerrar precocemente sua carreira.


Para salvar o emprego, o delegado Júlio, grande amigo, o convidou para entrar na Moan, uma sociedade secreta formada por policiais, em sua maioria, que faziam justiça com as próprias mãos.

 

Miguel aceitou a proposta e assim pôde manter seu emprego, usando a máscara sempre que pretendia combater o crime por conta própria. Além do combate ao crime, a Moan exerce atividades de arqueologia, buscando artefatos sagrados com poderes incalculáveis, evitando que tamanha força caia em mãos erradas. Dessa forma, para poder combater o crime fora do emprego e com o apoio Moanista, passou a ter de encarar uns demônios ou feiticeiros mal encarados em busca de uma pedra, colar ou um bracelete místico.

 

Essa parte sombria do serviço é o preço que tem de pagar para poder dar seus tiros em paz. Como ele faz parte de uma sociedade secreta, cada um dos membros tem um código numérico e um codinome. Como a entidade tem duas facções, metais e madeiras, esses codinomes têm de ser de objetos de metal, ou nome de árvores. Portanto ele é o afiliado com número de inscrição 777 da Moan, e pertence ao clã dos metais.

 

Ficha enviada por e-mail.