Artigo: A Guerra dos Quadrinhos Brazucas

Por *Mauro Cesar Bandeira

Quadrinistas irão fazer vários quadrinhos para que o Brasil de torne referência mundial e vamos tentar melhorar a educação do país; que é possível com a ajuda de todos profissionais brasileiros da área de animação e quadrinhos.

Existe agora um procura nos meios universitários sobre a arte seqüencial, um estudo sobre quadrinhos contemporâneos. Não importa a quantidade de informação que tem na internet as criações especificas de quadrinhos, com ajuda de professores os quadrinistas poderiam ir às escolas para palestras e os assuntos devem ser inseridos em todas as disciplinas.

Dessa forma os quadrinhos vão decolar com toda força, com ajuda de todos os pesquisadores; é possível não saber de tudo na arte seqüencial porem o que é mais importante, são as atitudes em relação a essa causa.

O que é difícil talvez não seja apenas fazer sucesso na mídia e sim mobilizar líderes determinados a lutar pela causa dos quadrinhos e isso pode ser feito de varias maneiras: ensinando a arte seqüencial para mais alunos até mesmo de graça, criar novas associações de quadrinistas, preservar as que já existem e aprender com quem já tem mais experiência, comprar o quadrinho nacional para conhecer os novos artistas, ficar sintonizado sobre tudo esse assunto.

Os quadrinhos nacionais precisam um novo fôlego e ter mais visibilidade a partir de 2009, a reestruturação da arte seqüencial é uma tarefa para uma nova geração, é uma Guerra mesmo talvez até a mais difícil das guerras que os quadrinistas brasileiros já sofreram.

*Mauro Cesar Bandeira é professor, formado em Artes Plásticas, Habilitação em Licenciatura, do Departamento de Artes Visuais do Instituto de Artes da Universidade de Brasília.