Artigo: Perseguição sobre os quadrinistas de Brasília

Por *Mauro Cesar Bandeira

Os quadrinhos não são apenas flores são espinhos também, apesar de quase todas as pessoas dizerem que são apaixonados pelos quadrinhos ainda vejo que quem trabalha diretamente com hq ainda é muito explorado e muitos não pagam o trabalho do quadrinista, e isso eu considero uma grande injustiça.

Gostaria que os pesquisadores não só divulgassem trabalho de quadrinistas estrangeiros famosos mas pesquisassem uma forma de manutenção e valorização de quadrinistas nacionais não tão conhecidos pelo público, acho que o observatório de histórias em quadrinhos tem uma chama acesa ai na usp e eu quis acender outra aqui na UnB ou mesmo criar uma universidade de quadrinhos em Brasília.

Mas aqui estou sendo muito perseguido por políticos e professores, acredito que os quadrinhos não são usados na educação por motivos políticos, porque esses não querem ver o povo crescer, mas manter na ignorância, eu sei que meu trabalho foi bastante polêmico, uma vez que acreditavam que os quadrinhos afastavam os alunos de outros textos, o que eu quis dizer foi que os quadrinhos ajudam entender uma ideia mais rapidamente seja qual for a disciplina e é entendida por varias pessoas de diferentes classe  sociais e é uma excelente ferramenta  educacional se fosse levada a sério.

*Mauro Cesar Bandeira é professor, formado em Artes Plásticas, Habilitação em Licenciatura, do Departamento de Artes Visuais do Instituto de Artes da Universidade de Brasília.

6 comentários sobre “Artigo: Perseguição sobre os quadrinistas de Brasília

  1. Apesar das perseguições e ameaças vou lutar bravamente contra esses inquisidores e com certeza vamos conseguir maior respeito pela sociedade brasileira.
    O quadrinho nacional faz parte de nossa cultura e por isso temos que reafirmar nossa postura nesse país.

    Curtir

  2. O desenhista de quadrinhos deve ser encarado como profissional, bem como todos os desenhistas que se empenham nesta arte.
    Como roteirista que recorre ao trabalho constante de um desenhista(Ronaldo Mendes), pago com
    prazer pelo seu trabalho.
    Convivendo com desenhistas, vejo com frequência pessoas querendo ilustrações, quadrinhos e desenhos diversos, sem oferecer remuneração alguma.
    Faço parcerias oferecendo roteiros e quando o desenhista se interessa, é outra história mas quando quero algo e preciso de um desenhista, é óbvio que devo pagar por isso.
    Profissionalização já.

    Curtir

  3. Autor: Iracilda Pimentel Carvalho da Cruz
    Título: IMAGENS E REPRESENTAÇÕES NO NASCIMENTO DE NOVAS CIDADES: BRASÍLIA (1958-1960) SAMAMBAIA (1989-1992)
    Orientador: TÂNIA NAVARRO SWAIN
    Data: 08.10.93

    Resumo: Estuda a construção de Brasília relacionando-a com a formação do Imaginário Social. Analisa a criação do assentamento de Samambaia (1989-1993) visto como uma nova Brasília, porém com a diferença de Ter como agentes principais em sua formação as mulheres. Baseia-se na idéia de que a análise do discurso traduz momentos históricos-sociais e trabalha, nos discursos

    Curtir

  4. Concordo totalmente com o Mauro! Sou designer aqui em Brasília e trabalho com quadrinhos há vários anos. Sinto as mesmas dificuldades e tento de todas as formas levar essa arte e sua facilidade de aprenizado para todos, mas a resistência é muito grande. Infelizmente a corrupção, a hipocrisia e a necessidade de controlar é maior que a vontade e o interesse. É triste, mas para aqueles que são pegos na rede e se deixam ser levados. Força, Mauro!

    Curtir

  5. Realmente,não sei por que é só no Brasil essa discriminação com quadrinhos,acho que os políticos pensam que quadrinho é coisa de criança,o que nos mostra o quão mente fechada são e o quanto estão mal informados para estarem onde estão.
    O Brasil está cheio de pessoas talentosas e capazes de criar e fazer histórias tão fantásticas quanto as estrageiras,e que um dia sonham em poder viver fazendo a coisa que mais amam na vida,que é desenhar.
    A única coisa que falta é espaço e um pouco de informação para que possam mostrar o quanto são capazes.
    Ops me mesculpe Michelle,me empolguei com o post^^’
    A propózito o blog está fantástico,meus parabéns pelo seu trabalho,e que continue dando força para nós,”Desenhistas Nacionais Renegados”,rsrsrsrs
    Até mais!!
    E sucesso!!!!(ou vc também não gosta igual a Marisol^^)
    Até!

    Curtir

Os comentários estão desativados.