Lançamento: Suburbia em Quadrinhos

Suburbia em Quadrinhos  Mais uma interessante iniciativa da Retina78, responsável pelo lançamento da obra Luiz Gonzaga – Asa Branca – O Menino Cantador, que agora faz de Suburbia a primeira série da Tv Globo a chegar ao universo das histórias em quadrinhos.

Suburbia, série de Luiz Fernando Carvalho com roteiro do escritor Paulo Lins e colaboração de Carla Madeira, chega às livrarias no formato de histórias em quadrinhos. Segundo informações divulgadas pla Retina78, a adaptação de Pedro Franz é um projeto especial editado por Christiano Menezes e Chico de Assis do estúdio Retina78 em parceria com LFC produções e Globo Marcas.

Dando uma nova camada à série de TV, Suburbia em quadrinhos nos permite olhar a periferia do Rio de Janeiro pelo olhar de Conceição, que divide com o leitor suas lágrimas e seu encanto pela cidade e sua gente. Suburbia se passa no início dos anos 1990. 2-suburbia_É difícil não se emocionar com a história da protagonista, a menina pobre que fugiu da extrema miséria em uma carvoeira em Minas Gerais e se tornou rainha do funk em um subúrbio do Rio de Janeiro. No quadrinho a história nos é contada por ela, Conceição, que narra seu cotidiano à sua “santinha”, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida que recebeu de sua mãe, antes de partir. Tudo parece familiar em Suburbia: as ruas, as casas, as pessoas, todos se parecem com alguém que você já conheceu, como em qualquer periferia, qualquer cidadezinha, qualquer bairro de trabalhadores. A série de Luiz Fernando Carvalho (Hoje é Dia de Maria, Afinal o que querem as mulheres?) e Paulo Lins (Cidade de Deus, Desde que o samba é samba), chega agora ilustrada pelas mãos do quadrinista Pedro Franz, que trabalhou em colaboração direta com os autores da série, além de acompanhar a produção para a TV.3-suburbia_

Pedro Franz soube traduzir em quadrinhos a mesma emoção da série, em um tom de fábula, com um colorido fulgurante compondo cenário e personagens, em sua grande maioria negros. Franz ilustra bem o que há de poesia e de sensualidade nos subúrbios. Ele nos deixa entender que é a letra manuscrita de Ceição que escreve a história, de grafia tão delicada quanto seu modo de ver o mundo.

Sobre informações divulgadas no site Retina78.