Enap publica estudo de caso em formato de quadrinhos

Ideia é buscar soluções de gestão pública que permitam avançar no uso de tecnologias e recursos multimídia aplicados à educação

A Casoteca de Gestão Pública da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) inicia os trabalhos de 2015 com o lançamento do estudo de caso adaptado para revista em quadrinhos “Gênero, raça e espaços de poder: o caso de Maria Antônia e Geraldo”, de autoria de Ana Liési Thurler. Leia o estudo em forma de revista em quadrinhos.

O formato inovador na apresentação de um estudo de caso é fruto da parceria entre a Enap, por meio da Coordenação-Geral de Educação a Distância, e a Fundação Universidade de Brasília (FUB), por intermédio do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT) e do Laboratório de Tecnologias de Tomada de Decisão (Latitude).

De acordo com a Ccoordenadora-Geral de Educação a Distância da Enap, Natália Mota, a parceria consiste na busca por soluções pedagógicas, tecnológicas e de gestão que permitam à Escola avançar no uso de tecnologias e recursos multimídia aplicados à educação.

“Para tanto, são disponibilizados, no âmbito da cooperação, bolsistas e pesquisadores, notadamente nas áreas de Pedagogia, Web Design, Informação e Tecnologia da Informação, o que vem permitindo à Escola diversificar seus projetos e apresentar resultados inéditos, como é o caso da Casoteca”, explica.

A Casoteca de Gestão Pública foi inserida no projeto de cooperação por possuir um acervo de materiais didáticos aptos a serem utilizados em diferentes formatos, bem como em diversas situações de ensino e aprendizagem organizacional.

Sua adaptação em forma de revista em quadrinhos permite não apenas potencializar seu uso, mas também conduzir a novas abordagens de ensino com estudos de caso.

Na opinião da coordenadora-Geral de Pesquisa da Enap, Marizaura Camões, “o estudo de caso é uma excelente ferramenta para trazer a realidade do setor público à sala de aula. O formato em quadrinhos torna o exercício em sala ainda mais interessante, ele tem um componente visual que torna o caso ainda mais atrativo no processo de ensino-aprendizagem”.

Situação

Tanto a revista em quadrinhos quanto o estudo de caso abordam uma situação de promoção em órgão público onde dois funcionários se apresentam como candidatos a um determinado cargo: uma mulher negra e um homem branco.

Ambos submetem seus perfis e habilidades profissionais ao chefe do departamento e aguardam, com expectativas, quem será o escolhido. O estudo suscita discussões sobre práticas discriminatórias nos espaços de poder das instituições públicas e o papel do dirigente para combater ou difundir tais práticas.

Para ambos os formatos de materiais didáticos – revista em quadrinhos e estudo de caso – é possível aplicar a mesma nota pedagógica, instrumento de acesso restrito a professores e coordenadores de cursos que contém orientação de uso em sala de aula. Esses profissionais podem acessar a nota pedagógica do material didático por meio de cadastro a ser realizado no site da Casoteca de Gestão Pública.

Lançamentos

O lançamento da revista também vai ao encontro de pesquisas realizadas pela Coordenação-Geral de Pesquisa, intituladas “Estudos Enap”, publicadas em formato de folders, que visam traçar o perfil dos servidores públicos do Poder Executivo Federal.

Os últimos folders, lançados em novembro e dezembro de 2014, apresentam informações sobre a distribuição de cargos no Poder Executivo segundo gênero e raça/cor, respectivamente. As pesquisas estão disponíveis na página “Estudos Enap”.

Sobre a Casoteca

A Casoteca é um espaço virtual para divulgação do conhecimento e de novos métodos de ensino. Propõe a participação de professores, alunos, servidores, pesquisadores e colaboradores de diversas áreas na elaboração de estudos de caso para a capacitação de profissionais.

Se você já desenvolveu um estudo de caso para ensino e deseja publicá-lo, é possível divulgá-lo na Casoteca de Gestão Pública da Enap. Caso queira produzir um estudo de caso, entre em contato conosco. Após sua elaboração, o documento será analisado e, se aprovado, será adicionado ao acervo virtual.

Segundo informações do Portal Brasil.

Anúncios