Após Polêmica, capa do brasileiro Rafael Albuquerque é cancelada pela DC Comics

https://i0.wp.com/i124.photobucket.com/albums/p9/zine_brasil/zine_brasil001/anuncio-CanalZB-2015.jpgEssa semana, após a divulgação de capas variantes em homenagem ao Coringa, o mundo dos quadrinhos parou novamente por uma polêmica envolvendo a “mensagem da arte”, como ocorreu mais recentemente com o “Milo Manara e sua Mulher Aranha”, houve criticas pesadas com relação a arte produzida pelo brasileiro Rafael Albuquerque para o titulo Batgirl # 41, onde o Coringa aparece “rendendo” a Batgirl com uma faca, usando seu conhecido chapéu roxo, em referencia a clássica HQ de Alan Moore e Brian Bolland, Batman – A Piada Mortal. Na história, de 1988, o Coringa invade a casa do Comissário Gordon, e humilha pai e filha, atirando em Bárbara, deixando-a paralítica.

Batgirl41Muitos acharam que a imagem poderia incentivar a violência e ao abuso sexual em si, criando uma um ambiente negativo em torno do trabalho.

Após todo o debate e fortes criticas envolvendo essa arte, a capa foi cancelada pela DC Comics, porém, segundo o Universo HQ, o cancelamento se deu a pedido do próprio Rafael: “Minha capa variante da Batgirl foi criada para homenagear um quadrinho que eu admiro muito e sei que é uma das favoritas de muitos fãs. A Piada Mortal faz parte do cânone da personagem e, artisticamente, não pude evitar retratar a traumática relação entre Bárbara Gordon e o Coringa”, declarou o artista.

Ainda comentando a situação o site apresenta a declaração da propria editora sobre o caso:

“Nós publicamos quadrinhos sobre os maiores heróis do mundo e os mais malignos vilões imagináveis. As capas variantes do Coringa são uma celebração pelos 75 anos do personagem. Independentemente dos fãs terem gostado da homenagem do Rafael Albuquerque para A Piada Mortal, graphic novel publicada há 25 anos, ou achá-la inconsistente com o atual conteúdo da revista, ameaças de violência são erradas e não podem encontrar lugar nos quadrinhos ou na sociedade. Nós apoiamos nossos talentos e, a pedido do Rafael, não publicaremos a capa”.

Inclusive o site UHQ apresenta a opinião do escritor do titulo Batgirl , o Cameron Stewart:

“A capa não foi vista ou aprovada por ninguém da equipe criativa e é o oposto do que estamos fazendo na revista. Nós concordamos que a imagem era inapropriada. Não é censura. Se você está preocupado com integridade artística e visão criativa, é isso o que estamos fazendo. Mantendo a integridade de nossa revista intacta”, afirmou.

Respondendo aos leitores, ele completou. “Sou o escritor da revista e não quero aquele desenho no título. Defendo minha visão e minha integridade”. Mas afirmou que adoraria ver outra capa do Rafael com uma abordagem mais apropriada.

:: Já Conhece o Canal Zine Brasil no YouTube? Inscreva-se aqui ->> http://youtube.com/zinebrasil :: Aproveita e curta a Página no Facebook!
Anúncios