Edição de Risco 2, lançamento de coletânea de cartunistas acontece quarta na UPF

https://i0.wp.com/i124.photobucket.com/albums/p9/zine_brasil/zine_brasil001/anuncio-CanalZB-2015.jpgUm grupo de 34 cartunistas, autores e artistas gráficos gaúchos e paulistas se reuniram para lançar a coletânea Edição de Risco 2 (336 págs, 2014, Ed. Tinta China e Rio das Letras,). A obra será lançada em Passo Fundo nesta quarta-feira 914), às 19 horas, no saguão da Faculdade de Artes e Comunicação da UPF. Participam os cartunistas passofundenses Fill, Leandro Dóro e Maurício Peixoto Zamprogna.

edição de risco 2A coletânea será lançada cerca de dez anos depois da elaboração da primeira Edição de Risco, que fez um retrato das artes gráficas do Estado em meados da primeira década dos anos 2000. A iniciativa é de integrantes da Grafistas Associados do Rio Grande do Sul (Grafar) em parceria com a editora Rio das Letras, de Santa Maria.

“Os cartunistas gaúchos têm uma cultura de coletânea que existe desde anos 70. Em 25 de outubro de 1975 foi lançado o QI 14, que reuniu 14 artistas gráficos do Estado. Logo após, começaram uma série de coletâneas que continuaram a ser financiadas principalmente por editoras. Todavia esta tendência se extinguiu nos anos 2000. O auto financiamento foi uma alternativa viável”, afirma o cartunista Leandro Dóro, que organizou a iniciativa, ao lado dos também artistas gráficos Byrata Lopes, Eugênio Neves e Leandro Bierhals.

A Edição de Risco 2 conta com participação de artistas de todas as regiões do Estado, reunindo veteranos e novos talentos. Há histórias em quadrinhos, cartuns, charges, ilustrações e design gráfico. A capa de Leandro Bierhals é uma referência a Edição de Risco 1, de 2005. “Hoje é muito fácil criar uma arte e postar na internet para que amigos consigam curtir, comentar e compartilhar. Todavia, a coletânea em papel é uma forma de criar um documento histórico e montar um cenário interessante aos leitores. Eu posso ver na minha linha do tempo dois ou três artistas gráficos que estão nesta coletânea. Todavia, todos, dificilmente. Obter esta coletânea é uma forma de conhecer alguns dos que estão ativos no Estado,”, diz Dóro.

As primeiras páginas também são utilizadas para homenagear cartunistas que já partiram, dentre eles Fábio Dias, Anibal Bendatti e Renato Canini. Além disso, há uma recordação fotográfica do antigo bar Tutti Giorni, que reunia artistas gráficos do Estado desde 2001 e atualmente está em transição de endereço.
A Edição de Risco 2 será comercializada a R$30 pelos próprios cartunistas.

Sobre o Press Release.

Anúncios

Um comentário sobre “Edição de Risco 2, lançamento de coletânea de cartunistas acontece quarta na UPF

  1. Pingback: Neorama dos Quadrinhos 1.106: news + ‘old stuff’ | Neorama2's Blog

Os comentários estão desativados.